Estudo aponta que segurança nas empresas do Brasil é fraca

Passamos a maior parte do tempo conectados via algum dispositivo, seja computador, tablet ou smartphone. Já não é mais possível nos imaginar executando a maior parte de nossas tarefas sem estarmos conectados a uma rede, especialmente no ambiente corporativo.

Neste contexto, apesar das novas tecnologias, fatores como segurança da informação ainda são uma preocupação para os profissionais de tecnologia. Visto o grande crescimento de dispositivos conectados e a expansão da IoT, para muitas empresas, manter sua infraestrutura segura tem se tornado um desafio, devido a diversidade de caminhos e métodos de invasão que podem ser explorados em uma rede. Isso eleva o nível de complexidade no momento de buscar soluções preventivas de segurança que minimizem o risco de vulnerabilidades encontradas nos ativos das organizações.

Uma pesquisa feita recentemente pela Level 3 junto com a IDC, aponta que o nível de segurança das empresas no brasil é fraco. Um dos aspectos destacados é a falta de ferramentas de tecnologia existentes nas companhias brasileiras para estas atingirem um nível de maturidade no quesito segurança da informação comparável ao de empresas em mercados mais desenvolvidos. O Brasil recebeu uma pontuação geral de 64,9 pontos em um total possível de 100 pontos. O índice está dentro da média do espectro estimado pela IDC para os países latino-americanos (entre 60 e 68), mas longe dos alcançados em mercados maduros (entre 76 e 83).

A nota é dividida em função de quatro dimensões, entre as quais a pior pontuação é de longe o ferramental tecnológico, com 46,1%. Os dados apontam que o perfil mais básico de ferramentas predomina os ambientes corporativos. Quase 80% das empresas tem um firewall e segurança de endpoint. Outros 60% dispõem de algum tipo de criptografia.

Soluções como DLP e Sandboxing são adotadas em uma pequena porcentagem de empresas, com baixa probabilidade de implantação futura. Outro fator de grande impacto  é que boa parte das empresas ainda mantém 85% do seu ambiente de TI rodando internamente e apenas 33% das empresas utilizam serviços na nuvem.

Outro aspecto a ser destacado é que, apesar de 60% das empresas adotarem metodologias e práticas para o gerenciamento de riscos, respostas a ameaças, planos de continuidade e segurança para ambientes wireless, estas organizações não mantém ações para revisão de suas práticas de forma contínua. Isto resulta no aumento do índice de fragilidade perante as novas ameaças virtuais.

Dentre as empresas pesquisadas, 28% disseram que a capacitação das equipes está abaixo do que deveria. Essa situação se reflete no pouco conhecimento sobre os ataques que as empresas sofrem: 34% têm visibilidade completa; as outras 66% têm visibilidade parcial ou nenhuma.

Quando perguntadas sobre a mensuração do impacto de incidentes de segurança, 25,5% não sabem informar e 32% sabem apenas superficialmente que ocorreu algum tipo de incidente, enquanto que 42,2% sabem detalhar o impacto em cada sistema ou nos sistemas críticos.

Soluções de Segurança

Com base nesta análise da IDC, podemos compreender o quanto o cenário de segurança no Brasil se encontra fragilizado, não apenas por carência tecnológica, mas também por falta de conhecimento e pouca especialização de profissionais. O Brasil ainda tem um longo caminho a percorrer no amadurecimento da área de segurança. Para avançar, é essencial construir ações que viabilizem o desenvolvimento das equipes e setores de TI, revisar os processos, e adotar ferramentas de última geração. Um exemplo de ferramenta que pode auxiliar empresas que não queiram adotar práticas trabalhosas, que impliquem na constante atualização dos softwares existentes nas estações e servidores, com o intuito de reduzir a vulnerabilidade de sua rede, é o Traps da Palo Alto.

O Traps substitui os tradicionais antivírus e assegura os endpoints com uma prevenção multi-método que bloqueia malwares e exploits, conhecidos e desconhecidos, antes que estes comprometam laptops, desktops e servidores.

Quer conhecer mais sobre as soluções de segurança que a Ten oferece? Entre em contato conosco AQUI.

Mas se você quer saber como implementar soluções tecnológicas de forma segura e eficiente, baixe o nosso infográfico AQUI.

  

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Enviar mensagem
Fale com o nosso especialista
Olá, como podemos ajudar?