Até a sua comida está mais inteligente. A Internet das Coisas (IoT) no seu dia a dia

Ainda pode parecer ficção científica para muitos, mas a Internet das Coisas (IoT) já é uma realidade. E, cada vez mais, passa a fazer parte do dia a dia das pessoas.

Controlar as luzes, ligar eletrodomésticos e equipamentos de som e TV, acionar os portões de casa, tudo ao toque do tablet ou smartphone. Gerenciar o consumo de energia e garantir a temperatura das salas de servidores. Relógios e pulseiras capazes de monitorarem batimentos cardíacos além de coletar outros dados sobre a saúde do indivíduo. Tudo isso já está ao alcance das pessoas.

Muito mais por vir no universo da Internet das Coisas

A saúde é uma das áreas que mais tem investido em novas tecnologias IoT. E juntamente dela, empresas de alimentos também têm buscado oferecer comidas e bebidas inteligentes que podem ajudar na manutenção da saúde dos consumidores.

Por exemplo, em 2016 a Gatorade apresentou o projeto da garrafa inteligente. Equipada com sensor em sua tampa que se comunica digitalmente com um adesivo, similar a um bandaid®, os dois juntos (tampa e adesivo) são capazes de oferecer informações em tempo real sobre a necessidade de ingestão de líquidos para atletas e esportistas.

O adesivo mede níveis de sódio, potássio, cloreto e perda de líquidos através do suor. Esses dados são então passados para a plataforma da Gatorade. Já a tampa inteligente acende lâmpadas de LED indicando a relação entre o consumo atual e os objetivos de hidratação do usuário.

Apesar da tecnologia já ter sido testada em 2014 com a seleção Brasileira  e com o time do Barcelona de Futebol, a Gatorade prevê comercializar as garrafas inteligentes em 2018.

Salgadinhos, vinho, prazo de validade… As infinitas possibilidades da IoT

Mas nem só de dados de saúde vive a IoT. As possibilidades para empresas de todos os tamanhos são infinitas no que diz respeito à Internet das Coisas e à nanotecnologia, que parecem estar andando cada vez mais unidas.

Este ano, como forma de campanha publicitária durante a final do Super Bowl – campeonato de Futebol Americano, a marca de salgadinhos Tostitos criou uma embalagem com um “bafômetro”. O pacote apresentava um sensor capaz de registrar a presença de álcool no seu hálito. Caso isso ocorresse, o pacote acendia a mensagem  Don`t drink and drive (Se beber não dirija). Além disso, as embalagens permitiam chamar o Uber e ofereciam um desconto de US$ 10 através de um código de barras individual por pacote.

Já pesquisadores da Amber, uma fundação irlandesa de Pesquisa Científica na Trinity College Dublin, fabricou transistores bidimensionais feitos com nano materiais. Com grande capacidade eletrônica e um custo de produção potencialmente baixo, o produto abre as portas para aplicações como embalagens capazes de alertar sobre o prazo de validade do produto, rótulos de vinho que indiquem que o mesmo está na temperatura perfeita para consumo ou até janelas que mostrem a previsão do tempo.

Imagine se sua caixa de leite pudesse enviar ao seu celular um alerta de que ele está prestes à vencer? Ou se seu remédio lembrasse à você que está na hora de tomá-lo?

É a tecnologia tornando nosso dia a dia mais fácil, evitando desperdícios e permitindo aproveitar mais o tempo.

A Internet das Coisas é o caminho natural de crescimento das empresas inovadoras. A sua empresa já está investindo em tecnologia para melhorar a experiência do seu cliente?

Quer saber como implementar soluções tecnológicas de forma segura e eficiente? Baixe o nosso infográfico AQUI.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Enviar mensagem
Fale com o nosso especialista
Olá, como podemos ajudar?